O que é Triglicerídeos Alto?

Os triglicerídeos ou triglicérides são as principais gorduras do corpo humano e podem ser ingeridas pela alimentação  (por meio de alimentos gordurosos e ricos em carboidratos simples) ou produzidas pelo próprio fígado do corpo. Quando os carboidratos são consumidos em excesso, o fígado pega esses açucares extras e os transforma em triglicerídeos, que ficam estocados e servem para armazenar energia, para serem usados somente em caso de necessidade.

O nível de triglicerídeos deve ficar abaixo de 150 mg/dl.

 

Duas artérias. A primeira em vermelho saudável. A segunda com gordura amarela.

Caso não sejam utilizados para o armazenamento de energia, seus níveis se elevam e se acumulam nas paredes das artérias, podendo causar doenças cardiovasculares. Os triglicerídeos alto normalmente vem acompanhado de baixos níveis de HDL, considerado o “bom colesterol”.

Fórmula Química

Triglicerídeos, triglicérides ou triésteres são gorduras ou óleos de origem vegetal ou animal, formados por meio da reação entre o glicerol e um ácido graxo. Sua fórmula é composta por carbonos e hidrogênios. É um material graxo, que equivale as gorduras e óleos indispensáveis na alimentação cotidiana, de origem animal (banha suína, fígado de bacalhau, sebo bovino, manteiga feita do leite, óleo retirado das gorduras de capivaras) ou vegetal (gordura de coco, manteiga de cacau, óleo de dendê, amendoim, algodão, milho, soja e girassol).

Fórmula química do triglicerídeos.

Como óleo, os triglicerídeos apresentam radicais de ácidos graxos insaturados (com ligações duplas ou triplas) e como gordura, apresentam radicais de ácidos graxos saturados (somente ligações simples).

As principais causas de triglicerídeos alto são:

  1. Excesso de peso;
  2. Consumo excessivo de gorduras;
  3. Falta de exercícios físicos;
  4. Genética (hipertrigliceridemia familiar);
  5. Consumo exagerado de bebidas alcoólicas;
  6. Diabetes mellitus;
  7. Gravidez;
  8. Doenças autoimunes e renal;
  9. “Fígado gordo” (Esteatose hepática);
  10. Medicamentos como anticoncepcionais hormonais, corticoides, antirretrovirais, betabloqueadores (para doenças cardiovasculares) e diuréticos.

Geralmente, os triglicérides altos não despertam sintomas, e o diagnóstico é confirmado por meio de um exame de sangue e todas as pessoas acima de 20 anos devem realizá-lo, pelo menos, uma vez a cada cinco anos. Porém quando os níveis estão muito elevados (acima de 500 mg/dl) podem gerar agrupamentos de gordura na pele e nos tendões (xantomas), além de dor no estômago, pancreatite, aumento do tamanho do fígado e do baço, e alteração dos vasos sanguíneos da retina (lipemia retinalis).

O principal tratamento para controlar os triglicerídeos alto são mudanças no estilo de vida da pessoa. Exercícios físicos, perda de peso e dieta adequada.

  • Prática de exercício físico diariamente por 30 minutos;
  • Consumir alimentos com baixo teor de gordura trans, saturada e colesterol;
  • Emagrecimento e manter-se no peso apropriado;
  • Diminuir o consumo de carboidratos (principalmente doces e açúcar branco);
  • Limitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Não fumar;
  • Aumentar o consumo de fibras alimentares.

Caso essas mudanças não sejam o suficiente, o médico poderá receitar o uso de medicações como gemfibrozil, para o tratamento do triglicerídeos e do HDL.

Hábitos Alimentares para Baixar os Triglicerídeos

Ingerir gorduras boas auxilia no controle dos triglicerídeos e do colesterol. Agem como anti-inflamatórios e antioxidantes, ajudando na prevenção de problemas cardíacos, trombose e AVC, além de melhorar a circulação do sangue. Alguns alimentos para a dieta:

  • Peixes (salmão, atum e sardinha);
  • Sementes (linhaça, girassol e chia);
  • Amêndoas;
  • Castanhas;
  • Azeite;
  • Abacate.

Comidas ricas em fibras também auxiliam na baixa dos triglicerídeos alto:

  • Aveia em flocos;
  • Pão, macarrão e arroz integral;
  • Farelos de aveia e trigo;
  • Lentilha;
  • Sementes (abóbora, girassol, linhaça, chia, gergelim).

Para Evitar

  • Bebidas alcoólicas;
  • Pizza;
  • Macarrão branco;
  • Pão branco;
  • Refrigerantes;
  • Biscoitos;
  • Bolos;
  • Sobremesas;
  • Gordura processada (presente no presunto, linguiça, mortadela, salsicha, hambúrguer e comida congelada);
  • Gordura saturada (presente na carne vermelha, sorvetes e doces com cremes, e queijos).

É necessário diminuir também a quantidade de açúcar utilizado em chás, cafés e sucos naturais. Além disso, o médico também pode receitar chás e receitas caseiras para o controle dos triglicerídeos. Algumas receitas caseiras podem auxiliar na baixa dos triglicerídeos alto: sucos de abacaxi e laranja, e chá de cúrcuma.  A dieta deve ser acompanhada por um nutricionista.

http://www.scielo.br/pdf/%0D/qn/v30n3/27.pdf

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbme/v9n6/18938.pdf

https://www.ingentaconnect.com/content/doaj/15178692/2008/00000014/00000004/art00012

 

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *